02 junho, 2009

Minha.

menina.
vem logo, gruda no meu colo e fica.
me abraça, e entrelaça seus dedos aos meus.
morde, tira o pedaço de mim que desejar e guarda pra si.
ladra, rouba meu coração e um beijo meu só pra fazer graça.
seja a minha morfina, para que eu não sinta nem por um momento a dor de não te ter por perto.
me entorpece, me alucina, és minha droga favorita.
será doce tanto quanto mortífera ?
faça suas inscrições no meu ser, deixa tua marca em minha pele.

então me toma de uma só vez que eu quero que você me sinta queimando tuas entranhas, assim como arde em minhas veias esse teu gosto de ausência.

Um comentário:

Estrela Solitária disse...

Lindo! E instigante. Adoro as coisas que escreve. Ainda mais assim. Te adoro, MINHA. Vou tomar você num gole só.